Programação 2021: retoma da acção « Linha do Côa » prevista para 2020 e adiada devido à pandemia da COVID19

Trata-se de um workshop com estudantes da Escola Sup. d’Arte d’Aix en Provence, Universidade da Beira Interior e Universidade de Extremadura e artistas / professores. O objetivo é caminhar e produzir um film e arte relacionados com a imersão na paisagem. Três etapas dos 175 km do GR que correm ao longo do rio Côa, conhecido pelas gravuras rupestres ao ar livre que ali se fazem desde o Paleolítico Superior serão percorridas. O percurso de um sítio de “Rewilding – Portugal” leva-nos depois até à nascente do Côa.

Esta caminhada colectiva desenha uma linha de « espaço-tempo », das gravuras paleolíticas ao movimento Fluxus (do Museu do Vale do Côa ao Museu Vostell Malpartida em Espanha). O objetivo é questionar, através do desenho, da fotografia, do vídeo e da escrita, da performance, a relação entre os lugares e os nossos corpos físicos e mentais. Serão assim questionadas, através da experiência artística, as sociedades humanas e as relações que estabelecem com a ciência e a tecnologia, os meios, os territórios e as paisagens.

Entre a terra e o céu, permaneceremos atentos a arte e a vida que nos falam do espaço e do tempo.