Projeto Entre Serras

Linha do Côa: 04 – 04 – 2020 / 13 – 04 – 2020 :

Este projeto foi adiado para a primavera 2021 por conta da Covid-19.

O objetivo deste workshop é caminhar e produzir arte relacionada com a imersão na paisagem com alunos da Escola Sup. d’Arte d’Aix en Provence, UBI e Univ. de Extremadura e artistas / professores, três etapas dos 175 km do GR que correm ao longo do rio Côa, conhecido pelas gravuras rupestres ao ar livre que ali se fazem desde o Paleolítico Superior. O percurso de um sítio de “Rewilding – Portugal” leva nos depois até à nascente do Côa.

Esta caminhada colectiva desenha uma linha « espaço-tempo » das gravuras paleolíticas ao movimento Fluxus (do Museu do Vale do Côa ao Museu Vostell Malpartida em Espanha). Trata-se de questionar através do desenho, da fotografia, do vídeo e da escrita, da performance, a relação entre os lugares e os nossos corpos físicos e mentais. Serão assim questionadas, através da experiência artística, as sociedades humanas e as relações que estabelecem com a ciência e a tecnologia, os meios, os territórios e as paisagens.

Entre a terra e o céu, permaneceremos atentos a arte e a vida falando nos do espaço e do tempo.

Posteriormente será produzido um filme coletivo retratando esta viagem numa colaboração com os parceiros do Projeto Entre Serras.

© Rodrigo Braga – Ponto Zero
Cartaz da exposição Denison Art Space in Newark Ohio – EUA | Out 2019

Rodrigo Braga e Laetitia Morais (Residências Aldeias do Xisto – Fundão Agosto 2019)

• « Pirilampos » Erik Samakh (Serras do Açor, Estrela e Malcata e nascente do Côa – 2017 e 2018)

• Persistencia del contacto de Virginia Lopez – (Espanha – 2018)